Daily Archive junho 6, 2017

Secretário Adjunto, Tomaz Pereira assume Secretaria de Obras

Em decorrência da Operação Manus, que resultou na prisão preventiva do secretário de Obras, Fred Queiroz, o seu secretário adjunto, Tomaz Pereira de Araújo Neto, assumiu a pasta temporariamente.

O prefeito Carlos Eduardo já assinou, na manhã de hoje (06), uma portaria que designa Pereira para comandar o cargo nas ausências e impedimentos do titular.

JFRN informa que os mandados envolvendo potiguares na Operação MANUS foram cumpridos

Sobre a operação Manus, deflagrada na manhã de hoje (06) pela Polícia Federal no Rio Grande do Norte, Distrito Federal e Paraná, a Justiça Federal no Rio Grande do Norte esclarece que os 33 mandados decretados pelo juiz federal titular da 14ª Vara foram cumpridos.

Segundo a JFRN, o processo está tramitando em segredo de justiça. As acusações são referentes a supostos pagamentos de propinas feitos por empreiteiras com destinação a dois políticos e que teriam contado com a conivência de empresários que atuaram para lavagem de dinheiro.

Com relação aos cinco réus presos, quatro deles, após serem ouvidos pela Polícia Federal, foram encaminhados para uma das unidades do sistema prisional do Estado, ficando à disposição desse Juízo. O outro preso já se encontra recolhido ao sistema prisional do Estado do Paraná, onde deverá permanecer.

Ilustração

No RN, vacinação contra a gripe é liberada para toda a população

A Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza está liberada para toda a população potiguar. Em Natal, a imunização segue até quando durarem os estoques, que hoje conta com aproximadamente 35 mil doses. Não serão disponibilizadas doses extras para a capital potiguar.

Natal conta com 74 salas de vacina distribuídas pela cidade e abertas de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Lembrando que, nesse caso, a população pode buscar atendimento em qualquer unidade de saúde sem a necessidade de se dirigir àquela que faz a cobertura da região onde reside.

Vejam os mandados cumpridos em Natal e quem foram os alvos

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, deflagrou nesta manhã (6/6) a Operação Manus para apurar atos de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro  envolvendo a construção da Arena das Dunas. Foram cumpridos 33 mandados judiciais, sendo cinco mandados de Prisão Preventiva, seis mandados de condução coercitiva e 22 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Norte e Paraná.

Do Estado, o ex-deputado Henrique Alves (prisão preventiva), o publicitário Arturo Arruda (mandado de condução coercitiva), o ex-tesoureiro da campanha Eurico Alecrim (condução coercitiva), o empresário e atual secretário de obras de Natal Fred Queiroz (mandado de prisão), Érika Nesi  (mandado de prisão), Matheus Nesi (mandado de condução coercitiva) e o ex-secretário do governo Garibaldi, Jaime Mariz (condução coercitiva), foram alvos da operação. 

  • Mandado de condução coercitiva = Apenas para prestar esclarecimentos.

RN é o Estado mais violento do Brasil com crescimento de 232% em homicídios

O Brasil registrou, em 2015, 59.080 homicídios. Isso significa 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes. Os números representam uma mudança de patamar nesse indicador em relação a 2005, quando ocorreram 48.136 homicídios. As informações estão no Atlas da Violência 2017, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). O estudo analisa os números e as taxas de homicídio no país entre 2005 e 2015 e detalha os dados por regiões, Unidades da Federação e municípios com mais de 100 mil habitantes. Apenas 2% dos municípios brasileiros (111) respondiam, em 2015, por metade dos casos de homicídio no país, e 10% dos municípios (557) concentraram 76,5% do total de mortes.

Os estados que apresentaram crescimento superior a 100% nas taxas de homicídio no período analisado estão localizados nas regiões Norte e Nordeste. O destaque é o Rio Grande do Norte, com um crescimento de 232%. Em 2005, a taxa de homicídios no estado era de 13,5 para cada 100 mil habitantes. Em 2015, esse número passou para 44,9. Em seguida estão Sergipe (134,7%) e Maranhão (130,5). Pernambuco e Espírito Santo, por sua vez, reduziram a taxa de homicídios em 20% e 21,5%, respectivamente. Porém, as reduções mais significativas ficaram em estados do Sudeste: em São Paulo, a taxa caiu 44,3% (de 21,9 para 12,2), e, no Rio de Janeiro, 36,4% (de 48,2 para 30,6).

O Atlas da Violência 2017 analisou dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, referentes ao intervalo de 2005 a 2015, e utilizou também informações dos registros policiais publicadas no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do FBSP. Para listar os 30 municípios potencialmente mais violentos e menos violentos do Brasil em 2015, o estudo considerou as mortes por agressão (homicídio) e as mortes violentas por causa indeterminada (MVCI).

PF cumpre mandados de busca e prisão da operação Lava Jato em Natal

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita  Federal, deflagrou nesta manhã (6/6) a Operação Manus para apurar atos de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro  envolvendo a construção da Arena das Dunas, em Natal/RN. O sobrepreço identificado chega a R$ 77 milhões.

Cerca de 80 Policiais Federais cumprem 33 mandados judiciais, sendo cinco mandados de Prisão Preventiva, seis mandados de condução coercitiva e 22 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Norte e Paraná.

A investigação realizada se iniciou após a análise das provas coletadas em várias das etapas da “Operação Lava Jato” que apontavam solicitação e o efetivo recebimento de vantagens indevidas por dois ex-parlamentares cujas atuações políticas favoreceriam duas grandes construtoras envolvidas na construção do estádio.

A partir das delações premiadas em inquéritos que tramitam no STF, e por meio de afastamento de sigilos fiscal, bancário e telefônico dos envolvidos, foram identificados diversos valores recebidos como
doação eleitoral oficial, entre os anos de 2012 e 2014, que na verdade consistiram em pagamento de propina.  

Identificou-se também que os valores supostamente doados para a campanha eleitoral em 2014 de um dos investigados foram desviados em benefício pessoal.

Os  investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro.

Sobre o nome da operação, é referência ao provérbio latino “Manus Manum Fricat,  Et  Manus  Manus Lavat”, cujo significado é: uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.

Henrique Eduardo Alves é preso em Natal

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves foi um dos alvos de um mandado de prisão preventiva em um desdobramento da Operação Lava Jato deflagrado nesta terça-feira (6). A Operação Manus apura atos de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro envolvendo a construção da Arena das Dunas.

O mandado de prisão foi expedido pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte e é um desdobramento das delações da Odebrecht.

Foto: Reprodução/Novo Jornal

Mais informações a partir das 10h