Aplicativo facilita busca por emprego

Os serviços do Sistema Nacional de Emprego (Sine) agora estão na palma da mão dos cidadãos com o aplicativo Sine Fácil. O aplicativo móvel permite ao trabalhador encontrar, de forma prática e rápida, vagas adequadas ao seu perfil.

“Pelo Sine Fácil, o trabalhador poderá agendar entrevistas com empregadores, acompanhar a situação do benefício do seguro-desemprego e acessar outros serviços de seu interesse. Um diferencial importante é que o aplicativo permite inúmeras consultas a vagas de emprego, em qualquer horário, de qualquer local, sem a necessidade de o trabalhador se deslocar até um posto de atendimento”, afirmou o ministro Ronaldo Nogueira.

Sine Fácil

O aplicativo, que é gratuito, está disponível na versão para Android e em breve também para iOS. Para poder utiliza-lo, o trabalhador deverá ter um código de acesso (QR Code) que pode ser obtido no portal Emprega Brasil (empregabrasil.mte.gov.br); nas unidades de atendimento do Sine; no documento que ele recebe no ato da rescisão de contrato; ou na solicitação do seguro desemprego.

Reprodução/MTB

‘Tudo vai ser refletido e estudado’, diz Torquato sobre direção da PF

O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse à GloboNews que só vai se pronunciar sobre a situação da direção da Polícia Federal e outros assuntos referentes à pasta após assumir o cargo oficialmente. O Palácio do Planalto ainda não informou a data de posse do ministro.

”Tudo vai ser estudado e refletido. Vou ouvir o presidente [Michel] Temer, o secretário-executivo, e fazer a minha própria avaliação antes de tomar qualquer decisão [De trocar a direção da Polícia Federal]. Exatamente como fiz na Transparência, mas na Justiça é mais complexa”, disse o novo ministro.

G1

Imagem: Reprodução/

Relator da Lava Jato sofre ‘cerco’ e ‘precisa de proteção institucional’

O jornalista especializado em política Josias de Souza entrevistou o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a conjuntura do STF.

Na entrevista, assuntos como eleição direta ou indireta, foro privilegiado, dificuldade em prender ‘poderosos’, acordo de delação, e entre outros.

Ao falar sobre o colega Edson Fachin, relator da Lava Jato, Barroso afirma que está envolto em pressões.  “Que há um cerco, há… Precisa de proteção institucional”, declarou.

“Ninguém poderia achar que um processo criminal desta magnitude, envolvendo autoridades com a estatura das autoridades que estão tendo que se defender e se explicar, não produzisse reação —tanto dos seus advogados quanto dos seus porta-vozes e dos seus aliados”, disse Barroso

Leia mais aqui

(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

RN atinge marca de 1.000 homicídios em 2017, diz instituto

A violência no Rio Grande do Norte continua atingindo e superando marcas preocupantes. Neste sábado (26), segundo levantamento feito pelo Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida – o estado chegou a 1.000 assassinatos registrados somente este ano – o que dá uma média de 6,8 homicídios por dia.

 

Cidades mais sangrentas

Em Natal, foram 264 assassinatos entre 1º de janeiro e o início desta manhã, dia 14 de maio. Na lista das cidades mais violentas do no estado, também preocupam:

  • Mossoró, com 107 homicídios contabilizados;
  • Parnamirim, com 69;
  • Ceará-Mirim, com 64;
  • Macaíba, com 40;
  • São Gonçalo do Amarante, com 35.

São João de Mossoró acontece de 2 de junho a 2 de julho; confira programação

De 02 de junho a 02 de julho, Mossoró realiza a programação do Mossoró Cidade Junina (MCJ). O evento terá atrações nacionais, regionais e, principalmente, com a valorização dos artistas da terra.

“Enfrentando essa crise, vamos fazer o São João mais cultural do Brasil”, comentou a prefeita Rosalba Ciarlini, que explicou que estudantes dos cursos de Comunicação Social e Economia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) comprovaram o impacto social e econômico do São João na cidade.

Os shows do São João Mais Cultural do Brasil na Estação das Artes Elizeu Ventania começam no dia 15 de junho já com a apresentação da maior banda de forró do Brasil: Aviões do Forró, além de Saia Rodada e Jonh Modão.

Os shows na Estação das Artes serão encerrados no dia 30 de junho com Zé Cantor e a sua banda Solteirões do Forró, Sirano e Sirino, Forró Classe A e Renata Falcão.

Reprodução

Confira a programação do Mossoró Cidade Junina 2017

10/06 – Pingo da Mei dia

Nataly Vox, Forró dos 3, André Luvi, Giannini Alencar, João Neto Pegadão, Renata Falcão e Aline e Dayvid

15/06 –Saia Rodada, Jonh Modão e Aviões do Forró

16/06 – Lagosta, João Neto Pegadão, Felipe Costa e Forró dos 3

17/06 – Elas Cantam Brega, Darlan Dias, Zezo, Ciro Robson e Lucas Lima

22/06 –  Farra de Playboy, Cavaleiros do Forró e Dimas Araújo

23/06 –Grupo Vina, Trio Mossoró, Amazan, Wonney Saraiva, Roberto do Acordeon e Forró Encaixe

24/06 – Forró com Ella, Naelson Junior, Junior Vianna, Michel Teló e Aline e Dayvid

29/06 – Brilhantes do Forró, Giuliam Monte, Waldonys e Gabriel Diniz,

30/06 –Sirano e Sirino, Forró Classe A, Solteirões do Forró e Renata Falcão

01/07 – Boca da Noite

Ewerton Linhares, Felipe Grilo, Everaldo Rodrigues e Banda do Magão.

Sanfoneiro potiguar pede valorização aos músicos

O sanfoneiro Thiago Ricarte desabafou por meio do seu perfil no Facebook pedindo respeito e valorização. A fala faz referencia principalmente para o período do São João.

“Sanfoneiro não é artigo de decoração de festa. Nós somos artistas”, desabafou.

O artista fala que existem diversos custos entre outras coisas para poder se manter.

Ufersa inaugura galeria dos ex-dirigentes da instituição

A Ufersa inaugurou a Galeria histórica com os quadros de cada gestor que passou pela instituição desde 1967. A ocasião contou com a presença de boa parte dos seus ex-dirigentes.

A solenidade começou com uma saudação e um vídeo histórico que mostrou todo o desenvolvimento da instituição nessas últimas 5 décadas.

O Reitor José de Arimatea de Matos lembrou das qualidades e do reconhecimento que a Ufersa de hoje vem alcançando no cenário nacional. “O trabalho de todos proporcionou grandes conquistas e méritos para a ESAM/Ufersa. Hoje somos a melhor Universidade do interior do Norte-Nordeste brasileiro e a 32ª do país. Somos fortes e estamos cada vez mais buscando a nossa consolidação nas mais diferentes áreas. Muito obrigado a todos”, finalizou  o Reitor.

A Inauguração contou com a participação de 8 dos 12 ex-dirigentes da ESAM/Ufersa / Foto Eduardo Mendonça

Feirão da Casa Própria não acontece no RN

O Feirão da Casa Própria, da Caixa Econômica Federal, será ofertado em 11 cidades brasileiras. O feirão conta com mais de 202 mil imóveis novos e usados.

São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Belém, Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Goiânia e Uberlândia são as cidades que recebem o evento.  Além dessas cidades, a 13º edição do feirão ocorrerá em Brasília, Fortaleza e Curitiba, de 23 a 25 de junho.

O projeto não acontecerá, até o momento, no estado.

Contas públicas brasileira apresentam resultado positivo

As contas públicas fecharam abril com resultado positivo.  De acordo com os dados divulgados hoje (27)  pelo Banco Central,  estados e municípios apresentaram superávit primário de R$ 12,908 bilhões, o melhor resultado para o mês desde abril de 2015 (R$ 13,445 bilhões). Em abril de 2016, houve superávit primário de R$ 10,182 bilhões.

Em abril deste ano, o Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) registrou superávit primário de R$ 11,451 bilhões. Os governos estaduais apresentaram superávit de R$ 828 milhões e os municipais, resultado também positivo de R$ 39 milhões. As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas empresas dos grupos Petrobras e Eletrobras, registraram superávit primário de R$ 590 milhões, no mês passado.

Apesar dos resultados positivos registrados em janeiro (R$ 36,712 bilhões) e em abril, no ano o resultado das contas públicas é negativo. De janeiro a abril, o setor público registrou déficit primário de R$ 15,106 bilhões. No mesmo período de 2016, houve déficit de R$ 4,411 bilhões.

Os gastos com juros nominais ficaram em R$ 28,331 bilhões, no mês passado, e em R$ 138,821 bilhões no primeiro quadrimestre. O setor público registrou déficit nominal – formado pelo resultado primário e os resultados de juros – de R$ 123,716 bilhões, de janeiro a abril. Somente no mês passado, o déficit nominal ficou em R$ 15,423 bilhões.  

A dívida líquida do setor público – balanço entre o total de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais – somou R$ 3,025 trilhões em abril, o que corresponde a 47,7% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Em relação a março, o indicador de dívida e PIB ficou estável. A dívida bruta (contabiliza apenas os passivos dos governos federal, estaduais e municipais) chegou a R$ 4,547 trilhões ou 71,7% do PIB, com alta de 0,1 ponto percentual em relação ao mês anterior.

65% dos brasileiros não possuem reserva financeira

O Indicador de Reserva Financeira, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 65% dos brasileiros não possuem reserva financeira. Em março, 76% dos consumidores não conseguiram poupar, contra 19% que conseguiram guardar dinheiro.

Observando os dados por classe de renda, a proporção de poupadores foi maior nas classes A e B do que nas classes C, D e E. No primeiro caso, 37% pouparam, ante 60% que não pouparam. Já entre aqueles com menor renda, 13% pouparam, ante 80% que não reservaram nenhuma quantia. Apesar da diferença, em ambas as classes a maioria não poupou em março.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, o baixo número de poupadores tem relação direta com a crise econômica, que potencializa a falta de cultura de poupar. “O desafio de boa parte das famílias é superar a queda da renda decorrente do aumento do desemprego e do avanço recente da inflação, que corroeu o poder de compra do consumidor.”

Em média, aqueles que conseguiram poupar guardaram R$ 502 em março – um total de R$ 14,2 bilhões poupados no mês.
 

Continue Reading…

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada para 9 de junho

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe que seria encerrada nesta sexta-feira(26) foi prorrogada para o dia 9 de junho para atender a demanda nacional com meta de 90% do público-alvo da campanha.  No Rio Grande do Norte, 292.400 mil pessoas não tomaram a vacina.
 
A campanha tem como público-alvo: idosos de 60 anos ou mais; crianças na faixa etária de 6 meses até menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto);trabalhadores da saúde; indígenas;pessoas com doenças crônicas,adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade que cumprem medidas socioeducativas; população privada de liberdade;funcionários do sistema prisional; e professores das escolas públicas e privadas.

PF deflagra 41ª fase da Operação Lava Jato

A Polícia Federal deflagra nesta sexta-feira (26/5) a 41ª fase da Operação Lava Jato, denominada Operação Poço Seco. Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária e três mandados de condução coercitiva nos estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

A ação policial tem como alvo principal a investigação de complexas operações financeiras realizadas a partir da aquisição pela PETROBRAS de direitos de exploração de petróleo em Benin/África, com o objetivo de disponibilizar recursos para o pagamento de vantagens indevidas a ex-gerente da área de negócios internacionais da empresa.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

Os presos serão trazidos para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba quando autorizados pelo juízo competente.

O nome da fase (Poço Seco) é uma referência aos resultados negativos do investimento realizado pela PETROBRÁS na aquisição de direitos de exploração de poços de petróleo em Benin/África.

Ilustração/Reprodução
1 2 94